A Associação dos Profissionais da Segurança (APS) recebeu a denuncia de alguns associados do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE), referente a uma determinação que as viaturas devem ficar paradas em pontos fixos, e que só saiam dos locais em casos de acidentes de trânsito. Quem perde com a determinação? A Segurança Pública, pois com isso ficam parados os patrulhamentos! A APS já enviou oficio ao Comando Geral da Polícia Militar do Ceará solicitando informações referentes a essa determinação.

A ordem está dificultando a atividade policial militar, já que uma das missões da PM é exercer a polícia ostensiva, bem como a proteção da pessoa e do patrimônio. O BPRE ainda tem como atribuição principal o Policiamento Ostensivo de Trânsito nas Rodovias Estaduais, objetivando proporcionar segurança através da educação, orientação e fiscalização de acordo com as normas de trânsito vigentes, assegurando a livre circulação e evitando acidentes.

Dessa forma, a determinação de proibição dos militares do BPRE de realizarem rondas nas rodovias estaduais está na contramão tanto da missão, quanto da atribuição da Polícia Rodoviária Estadual, além de causar sérios danos à Segurança Pública, já que, por não poderem se deslocar, estão deixando de coibir a criminalidade nas estradas do Ceará.

Deixe seu comentário