Estamos vivendo um momento delicado para a segurança em nosso Estado, não só para a nossa população, assustada com toda essa violência que tomou conta do nosso estado, mas também para todos os agentes da segurança pública.

Essa semana perdemos mais dois companheiros da Polícia Militar e o ano fecha com mais um índice trágico e alarmante. Mas o que já estava ruim, se agravou ainda mais, com uma onda de boatos e ações concretas, que mostram o quanto o crime no Ceará, está disposto a desafiar a polícia.

Isso não pode ficar sem resposta. O Estado não pode calar diante disso tudo. Uma viatura da Polícia foi incendiada na porta da delegacia. Um quartel foi alvo de disparos. A hora é de unir todos os esforços necessários para deter todos os envolvidos. E exigir que o judiciário faça a sua parte. Ao invés de mandar prender agentes socioeducadores, ou liberar centenas de menores em conflito com a Lei, como ocorreu essa semana, agir conjuntamente com as nossas polícias para manter esses criminosos fora de circulação.

Ao mesmo tempo esperamos que todos os nossos companheiros e companheiras, agentes da segurança pública, possam se unir ainda mais nesse momento, para garantir não somente a segurança do povo cearense, mas a nossa própria integridade.

Deixe seu comentário