Dois adolescentes foram apreendidos pela Polícia Militar suspeitos de envolvimento em incêndio a coletivo, no Serviluz, ocorrido na última terça-feira (18/10). Os jovens, segundo a polícia, foram flagrados, por volta das 23h, com uma arma e um vasilhame contendo gasolina próximo ao local do incêndio.

Os adolescentes foram conduzidos à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), onde foi lavrado ato infracional por dano ao patrimônio e porte ilegal de arma de fogo. Ambos já respondem por atos infracionais. Um deles, por porte ilegal de arma de fogo, e o outro, por homicídio e dano ao patrimônio.

O coletivo trafegava na Avenida Vicente de Castro, próximo à entrada do Cais do Porto, quando um dos adolescentes apontou uma arma, exigindo que todos descessem do ônibus. Neste momento, outro menor teria retirado da mochila um vasilhame com gasolina, espalhado o combustível pelo veículo e ateado fogo. O ônibus fazia a linha Serviluz/Papicu via Varjota e, de acordo com a Perícia Forense, teve perda total.

Poucos minutos depois, os policiais militares avistaram o adolescente saindo correndo de um beco. De acordo com a polícia, os agentes o abordaram e verificaram que ele estava com as mãos molhadas de gasolina. Logo em seguida, encontraram o outro adolescente, que carregava um revólver calibre 38, com três munições intactas.

Deixe seu comentário