SAM_2251Neste sábado centenas de militares entre eles os que estão de licença para tratamento médico (LTS), os que estão trabalhando em serviços leves e subtenentes, estiveram na Associação de Cabos e Soldados (ACSMCE) para uma reunião com o deputado estadual Capitão Wagner, o deputado federal Cabo Sabino e diretores das associações para expor a insatisfação com relação a alguns artigos do Projeto de Promoções e propuseram ideias para a construção de emendas.  O presidente de honra da APS o deputado Capitão Wagner explicou que desde que teve acesso ao projeto vem trabalhando com a equipe jurídica na elaboração de emendas principalmente com relação ao artigo 7º que exclui do quadro de acesso geral o militar que encontrar-se, nos doze meses anteriores ao fechamento das alterações para a promoção, afastado ou com restrições ao desempenho da atividade-fim da Corporação Militar por período superior a três meses contínuos ou não, excetuando-se os casos de enfermidades contraídas em objeto de serviço devidamente comprovadas por atestado de origem. “Nós propusemos a retirada desse item, mas não aceitaram, por isso elaboramos uma emenda que garante a promoção de todos que estiverem de LTS ou de serviços leves. Porém há uma condição: Será contabilizado a partir da data de promoção, três meses para trás. Se e o militar tiver mais de três meses de LTS ou de serviços leves ele, infelizmente, não poderá ser promovido. A solução é: Quem estiver há dez anos de LTS, se voltar a trabalhar hoje, por exemplo, será promovido. Foi a única forma que encontramos para beneficiar o maior número de pessoas possível, uma vez que o governo está irredutível. Eu sei que muitos estão realmente doentes, mas por causa de alguns que agiram de má fé todos estão sendo punidos, mas nós estamos lutando para reverter isso”, explicou o Capitão. O deputado explicou que as emendas só terão validade se forem aprovadas nas comissões que serão realizadas na Assmbleia Legislativa na próxima quarta-feira (28). “É importante que todos se mobilizem e estejam presentes assembleia na próxima terça, quarta e quinta, pois precisamos sensibilizar os demais deputados para que as emendas sejam aprovadas”.  Com relação aos subtenentes o deputado deu a seguinte explicação: “Durante a construção do projeto junto com as associações, em nenhum momento os subtenentes foram esquecidos, mas infelizmente as propostas não foram aceitas e o projeto foi enviado à assembleia da forma que todos conhecemos porém já elaboramos emendas a fim de reverter essa situação”.  Na ocasião uma comissão de subtenentes entregou ao parlamentar algumas sugestões de emendas que contemplam a categoria.SAM_2290(2)

Após a reunião com os militares os deputados se reuniram com os dirigentes dos sindicatos que representam a categoria e advogados para, diante das sugestões enviadas pela tropa e pelas associações, elaborar as outras emendas que deverão ser apresentadas aos deputados na próxima quarta-feira (29).  O presidente da APS, Reginauro Sousa, ressaltou mais uma vez a importância da participação da tropa nesse processo. “Quebramos uma lenda secular no meio militar nesse ano. A história sempre reafirmada, as vezes até em tom de deboche, que o militar não tem direitos, vai virar página virada. Agora, estamos nós mesmos ajudando a escrever nossas leis. Claro que isso tudo graças a um trabalho sério e organizado que culminou com a eleição de nossos dois representantes para o Congresso Nacional e Assembleia Legislativa. Não podemos deixar de reconhecer ao nosso Governador, Camilo Santana, pela forma como vem conduzindo esse processo e nos permitindo participar desse processo de mudanças e melhorias para a segurança pública cearense. Nessa próxima terça, dia 28 de abril, às 14h e 30 min, no auditório João Frederico Gomes, no 6º andar, anexo II da Assembleia Legislativa, estaremos participando da audiência pública, que definirá as últimas alterações na Lei de Promoções, é fundamental a presença da nossa tropa, para levar suas pautas e cobrar dos deputados a aprovação das mesmas. É importante que mantenhamos a nossa mobilização e união, em torno dos interesses da coletividade. Contamos com a presença dos companheiros para mais esse grande evento”.

O deputado federal Cabo Sabino, explicou que não tem legitimidade para apresentar emendas enquanto deputado federal. Mas está acompanhando o processo, vem conversando com os demais deputados estaduais e buscando apoio para a aprovação das emendas. O cabo incentivou a tropa participar dos eventos relacionados ao tema na assembleia. “Eu também estarei presente, pois precisamos estar unidos e mostrar a nossa força nesse momento histórico para a polícia militar do estado”.

Até o fim da noite de sábado, mais de trinta emendas foram elaboradas. Mas o trabalho não acabou, neste domingo o grupo está reunido na seda ACSMCE e para a construção de todas as emendas necessárias para corrigir as falhas do Projeto apresentado pelo governo.

Algumas das emendas já estão disponíveis do site do Capitão Wagner:  http://capitaowagner.com/confira-as-emendas-de-capitao-wagner-ao-projeto-das-promocoes/

Deixe seu comentário