Na madrugada de segunda (08), o prédio do Fórum de Tianguá (CE) foi arrombado por criminosos. O crime foi descoberto depois que funcionários chegaram para trabalhar, os quais constataram que as salas da 1ª e 2ª varas haviam sido arrombadas, vários documentos e processos estavam jogados ao chão, bem como gavetas e armários estavam violados.

Quinze armas e dois quilos de maconha foram roubados. Uma equipe da perícia de Sobral foi acionada para realizar os procedimentos e iniciar as investigações no local. O prédio não conta com câmeras de segurança e nem com vigia noturno.

Pois bem, o deputado estadual Capitão Wagner (PR), em 2015, propôs Projeto de Lei, que ainda não foi aprovado, no qual solicita que a guarda das armas não fique sob custódia do Poder Judiciário e sim nos Batalhões de Polícia, que já existem estruturas necessárias para receber essas armas e vigilância 24 horas.

Esse projeto não iria trazer nenhum ônus financeiro ao Estado do Ceará, mas atualmente está na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Ceará, para apreciação do deputado Antônio Granja (PDT). É necessário que a população faça pressão para que esse projeto seja aprovado, trazendo um pouco de segurança para os moradores do Interior do Ceará e funcionários do Poder Judiciário. Envie e-mail para o deputado Antônio Granja através do endereço: antoniogranja@al.ce.gov.br e faça a sua parte!

Deixe seu comentário