A Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizaram 15 flagrantes crimes eleitorais em Fortaleza e no restante do Ceará, conforme balanço parcial divulgado no final da tarde deste domingo, 5. Dentre os crimes, há registro de transporte ilegal de eleitores, boca de urna e material de campanha.

Dos 15 flagrantes, dois foram de transporte ilegal, mas a Polícia não informou detalhes sobre os locais de onde os eleitores estavam. Do total dos crimes eleitorais, sete foram somente na capital cearense e o restante em municípios do Interior.

PF
No último balanço divulgado neste domingo de Eleições do 1° turno, com informações atualizadas até às 18h, a Polícia Federal contabilizou 10 prisões pelos crimes de corrupção eleitoral, transporte irregular de eleitores e desobediência e desacato em todo o estado do Ceará.

Num balanço anterior, divulgado pela manhã, a PF informou que uma das prisões em flagrante por crime de transporte eleitoral ocorreu no município de Chorozinho.

Foram registrados 30 Termos Circunstanciados de Ocorrências (TCO’s) pelos crimes de propaganda irregular e boca de urna. Foram expedidos também 7 mandatos de busca e apreensão expedidos pela Justiça Eleitoral em comitês eleitorais e locais com suspeita de compra de voto.

Ao longo do dia, chamou atenção a grande quantidade de material de campanha eleitoral. Em uma delas, por volta das 16h, duas acusadas foram detidas portando também um caderno de anotações de ‘Boca de Urna’ com nome completo, endereço, telefone, zona e seção de um grupo de eleitores, além de uma quantia de dinheiro (não revelada). O flagrante foi registrado na Rua Edilson Brasil Soares, no bairro Água Fria.

Fortaleza
Na capital cearense, a Polícia Federal realizou 34 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO) e quatro flagrantes, também não especificados.

Deixe seu comentário