Na manhã desta quarta (22), a Associação dos Profissionais da Segurança (APS), através dos diretores Cleyber Araújo, Djones Menezes, do coordenador jurídico Victor Torres e do vereador de Fortaleza, Soldado Noelio, participaram, em Brasília, do Café da manhã da Frente Parlamentar de apoio a adoção do Ciclo Completo de Polícia, projeto do deputado federal Subtenente Gonzaga (PDT-MG).

A PEC 431/2014 visa tornar a segurança pública mais célere e eficaz. De maneira sintética, com a adoção do ciclo completo, ao contrário do que ocorre atualmente, as polícias militar e rodoviária agregariam – além da função de polícia ostensiva – o caráter de polícia judiciária.

Na prática, significa que o policial militar seria capaz de finalizar a ocorrência em sua própria instituição, diminuindo consideravelmente o tempo de retenção nas delegacias para a lavratura do Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), período no qual a sociedade fica desguarnecida. Por outro lado, a Polícia Civil passaria a ter mais tempo e efetivo para investigar crimes de alta complexidade.

LEIA TAMBÉM APS VISITA PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA EM MARACANAÚ

LEIA TAMBÉM CAPITÃO WAGNER TEM PROJETO DE INDICAÇÃO SOBRE MILITARES DA RESERVA APROVADO PELA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

LEIA TAMBÉM APS PARTICIPA DE REUNIÃO SETORIAL DE SEGURANÇA PÚBLICA

Deixe seu comentário