O advogado da Associação dos Profissionais de Segurança (APS), Marcus Luna, através de liminar com pedido de urgência, conseguiu para um associado autorização de fornecimento de material para o procedimento cirúrgico e pós-cirúrgico custeado e realizado pelo Instituto de Saúde dos Servidores do Estado do Ceará – ISSEC.

O associado militar solicitou a cirurgia ao ISSEC, mas o pedido negado e por isso teve que ser internado imediatamente em um hospital particular. Ele apresentava múltiplas fraturas na região da face, após ter se acidentado de motocicleta durante atividade laboral da Polícia Militar. O militar, enquanto vinculado e beneficiário da entidade de saúde, detinha o direito de amparo, por isso a recusa foi infundada. Então, para garantir o direito de seu associado, à APS conseguiu que a intervenção cirúrgica fosse aprovada, realizada e custeada pelo ISSEC.

Deixe seu comentário