O Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Estado do Ceará (Sinpol-CE) está propondo unir, em uma mesma função, as atividades relativas ao cargos de escrivão e inspetor. O Projeto Oficial de Polícia Judiciária (OPJ) pretende implantar pilotos em, pelo menos, duas delegacias. O Sinpol pretende se reunir com o governador Camilo Santana e promover novas audiências para discutir o tema.

Francisco Lucas de Oliveira, presidente do Sinpol, defende que a implementação trará benefícios para a categoria e a população. “A ideia é visionária e segue uma tendência nacional de alteração no formato de organização dos cargos nas polícias judiciárias do país e, por consequência, da investigação criminal”, reforça.

Segundo ele, a união dos cargos é o futuro da investigação criminal. “Irá oportunizar a redução no tempo dos registros de ocorrência e a resposta de flagrantes. As investigações terão uma resposta mais rápida pela redução da burocracia administrativa”, acrescenta.

Os números não mentem. No Ceará, o percentual de crimes não elucidados chega a 77%, uma vergonha, mas esperado de um Governo que já esqueceu da Segurança Pública. De que adianta a Polícia Militar prender e não existe como investigar esses crimes?

Nós que fazemos parte da Associação dos Profissionais da Segurança (APS) apoiamos essa unificação, mas não podemos esquecer de cobrar dos órgãos ligados maior investimento na Polícia Judiciária. Hoje vivemos a banalização da violência e nada de concreto para minimizar isto está sendo feito!

Deixe seu comentário