O ano mal começou e a violência já mostra sua força. No primeiro dia do ano, em seu primeiro dia de trabalho, uma soldado da Polícia Militar foi baleada por um grupo armado, no bairro Damas. Ela, acompanhada de outra policial, seguia para o primeiro dia de serviço, quando foi abordada por criminosos que estavam em outro veículo e anunciaram assalto. O crime aconteceu por volta das 5h30min.
A militar, para evitar o roubo, deu marcha à ré, mas os suspeitos atiraram contra o veículo. Ao atirarem, a bala transfixou o parabrisa do carro e atingiu a policial no rosto. A outra não foi atingida. A vítima foi socorrida e encaminhada para o Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro da Capital, onde foi submetida a um procedimento cirúrgico para a retirada do projétil. A militar permanece internada com o quadro de saúde estável.
Os assaltantes fugiram, mas a Polícia Civil, por meio da 11° Delegacia da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso e segue em diligência, com o objetivo de identificar e capturar os responsáveis pela ação. Até o momento, ninguém foi capturado.
A Associação dos Profissionais da Segurança (APS) passou o ano de 2017 inteiro discutindo sobre a violência que está assolando o Estado do Ceará. Então, para nós é triste vermos que o ano mal começou e já temos uma notícia como essa para divulgar. O ano é novo, na teoria tudo também deveria ser renovado, porém a violência que estávamos habituados no ano anterior permanece no ano atual. O ano é novo, mas as práticas são velhas.

Deixe seu comentário